Você está aqui: Home / Pré-Vestibular / Notícias / Assuntos quentes que vão pintar nas provas
Aumentar Fonte Imprimir
Compartilhe:
Publicado em 17/10/2012

Assuntos quentes que vão pintar nas provas

Política e meio ambiente são os temas quentes do ano e têm grandes chances de estarem presentes em questões de vestibulares e do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que envolvam atualidades. Professores ouvidos pela Gazeta do Povo lembram que assuntos com maior repercussão no noticiário raramente aparecem em perguntas isoladas. Costumam estar relacionados a uma disciplina específica.

A conferência Rio+20, por exemplo, que ocorreu neste ano na capital carioca, é apontada como um bom gancho para perguntas interdisciplinares. Para o diretor do pré-vestibular Acesso, Ivo Lessa Filho, o assunto pode ser vinculado ao Protocolo de Kyoto, proposta de acordo ambiental da década de 90 que, até agora, não garantiu tantos avanços como era esperado. “Saber argumentar sobre os motivos que levaram acordos internacionais a fracassarem é importante para o aluno”, diz.

Ainda na temática ecológica, o novo Código Florestal é assunto garantido para todos os professores consultados. É importante conhecer as justificativas de ambientalistas e ruralistas nas constantes tentativas de mudança das regras sobre desmatamento e preservação de mata nativa.

No campo político, o “mensalão” deve aparecer mais nos vestibulares locais do que no Enem. “Como o Enem é organizado pelo governo federal, que está envolvido no caso, é difícil que coloquem o tema na prova”, diz o professor de História do curso Dom Bosco, Alfredo Carvalho de Souza Rosa.

O caso pode aparecer relacionado, por exemplo, aos 20 anos do impeachment do ex-presidente Fernando Collor, outro momento histórico em que um caso de corrupção ganhou repercussão nacional e jurídica e forte reação da população. “Nessa relação, os alunos devem estar atentos ao detalhe de que o partido que mais combateu Collor na época, agora está sendo julgado por outro escândalo político”, comenta o professor Lessa Filho.

Para o professor de Geografia Marcos de Franco, do Decisivo, os casos de corrupção mais recentes podem aparecer como pano de fundo para discussões sobre ética na política, democracia ou fiscalização do poder público.

Outros temas

Além dos campos político e ambiental, foram citados pelos professores como temas quentes para o vestibular a crise econômica na Europa, as eleições nos Estados Unidos, as consequências das revoluções no mundo árabe, a olimpíada de Londres e a ditadura no Brasil, devido à recente criação da Comissão da Verdade.

Rio+20

Evento da ONU cujo objetivo principal era discutir a renovação do compromisso político com o desenvolvimento sustentável. Participaram representantes de 190 nações, que propuseram mudanças no modo como os recursos naturais vêm sendo usados.

Código Florestal

Proposta de reforma do atual código, promulgado em 1965. Em tramitação no Congresso há 12 anos, o projeto opõe ruralistas e ambientalistas. Neste ano, a proposta foi enviada à sanção da presidente Dilma Rousseff, que vetou 12 pontos do texto. Os parlamentares voltaram a analisar esses tópicos.

Mensalão

Escândalo de corrupção e uso de dinheiro público na compra de votos parlamentares que veio à tona em 2005 e levou à queda de vários congressistas e membros do alto escalão do governo. Os 38 réus estão sendo julgados no Supremo Tribunal Federal. O ex-ministro José Dirceu já foi condenado.

Lei das cotas nas universidades federais

A nova lei que obriga todas as universidades federais a reservarem 50% das vagas para alunos de escolas públicas, pardos, negros, índios e que comprovem baixa renda.

 

Fonte: GAZETA DO POVO (adaptado)

Facebook
Twitter

Rua Arapongas, 4316, Centro 87502-180 - Umuarama - PR
44 3626-4080
© ALFA. Todos os Direitos Reservados   |   Mapa do Site   |   Acesse também:    Integral Maringá   Integral Toledo    Integral Marechal    Integral Itajaí
Prestige