Você está aqui: Home / Educação Infantil / Notícias / Como proteger as crianças de gripe e outras doenças típicas de inverno
Aumentar Fonte Imprimir
Compartilhe:
Publicado em 23/05/2018

Como proteger as crianças de gripe e outras doenças típicas de inverno

O frio, as variações térmicas, a baixa umidade do ar, o aumento na concentração de poluentes e o fato de passarmos boa parte do dia em ambientes fechados são um prato cheio para que as crianças fiquem doentes no inverno. “As crianças são as principais vítimas nesse período, pois ainda não têm a imunidade madura e levam mais tempo para se adaptar às mudanças do clima”, alerta a pediatra e alergista Fátima Rodrigues Fernandes.

Saiba quais medidas você deve tomar já para aumentar a imunidade do pequeno e os cuidados simples que impedem que ele fique mais suscetível às doenças.

Manter a caderneta de vacinação em dia
A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe ocorreu em maio e teve como um dos objetivos imunizar as crianças de 6 meses a 2 anos. Quem perdeu pode recorrer às clínicas particulares ou verificar se ainda há doses disponíveis nos postos de saúde. “A vacina é segura, evita os tipos mais graves da doença e o aparecimento de complicações, como pneumonia”, afirma a pediatra Regina Maria Rodrigues. “O ideal é que todos que convivem com o bebê sejam vacinados para evitar que o vírus fique circulando dentro de casa”, diz o pediatra Renato Kfouri.

 

Garantir o leite materno
“Investir no aleitamento exclusivo até o sexto mês é uma das melhores maneiras de fortalecer o sistema imunológico do bebê”, afirma Fátima Rodrigues Fernandes.

 

Preparar um cardápio equilibrado
“Dê preferência aos alimentos frescos, pois eles são ricos em vitaminas e antioxidantes, substâncias com ação benéfica sobre as defesas do bebê”, explica Fátima. O ácido fólico é encontrado em verduras e legumes verde-escuros, como espinafre, brócolis e couve. A vitamina do complexo B está presente nos cereais e nos pães integrais. Já a vitamina C está nas frutas cítricas, no kiwi e no morango. A vitamina D é encontrada nos ovos e peixes. Ingerir alho e cebola levemente cozidos também ajuda, já que combatem a reprodução dos vírus. Esses micro-organismos gostam de ambientes secos. Portanto, ofereça muito líquido ao seu filho.

 

Cortar o cigarro
“Jamais fume perto dos pequenos, pois a fumaça do cigarro irrita as vias respiratórias, entre outros danos”, recomenda Renato Kfouri.

 

Lançar mão do umidificador
“Ele melhora a qualidade do ar, mais seco nesta época, e aumenta a produção de secreção nas vias aéreas”, explica Eduardo Juan Troster, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, um dos coordenadores do livro A Saúde dos Nossos Filhos (Manole), escrito por uma equipe da instituição.

 

Manter a casa bem limpa e arejada
A umidade e a poeira podem desencadear e piorar doenças alérgicas, como rinites, bronquites e sinusites.

 

Não usar remédios sem orientação médica
É perigoso dar o medicamento que sobrou da última vez que o pequeno ficou doente ou que foi prescrito para o irmão mais velho. “No caso dos antibióticos, além de mascarar alguns sintomas, o uso indiscriminado pode tornar as bactérias cada vez mais resistentes e dificultar o tratamento”, alerta Kfouri.

 

Por Amanda Figueiredo | Site: claudia.abril.com.br


Avenida Governador Parigot de Souza, 1976, Zona 7, 87503-410 - Umuarama - PR
44 3624-4164
© ALFA. Todos os Direitos Reservados   |   Mapa do Site   |   Acesse também:    ALFA Toledo   INTEGRAL Maringá
Prestige